Príncipe William é 1º integrante da família real britânica a aparecer em...

Príncipe William é 1º integrante da família real britânica a aparecer em capa de revista gay

0 475
Príncipe William na capa da revista Attitude

O príncipe William se tornou o primeiro integrante da família real britânica a ser retratado na capa de uma revista gay.

Ele deu uma entrevista para Attitude, na qual falou sobre bullying contra gays. “Ninguém deve ser maltratado por sua sexualidade ou qualquer outra razão”, afirmou ele.

William, o duque de Cambridge, convidou a revista a levar membros da comunidade LGBT para o Palácio de Kensington, sua residência oficial, para discutir o “bullying” e suas consequências emocionais.

Assessores de William disseram que ele ficou sensibilizado com as histórias que ouviu.

Os nove participantes do encontro, que ocorreu no mês passado, falaram sobre baixa autoestima, tentativas de suicídio, vício em drogas e depressão.

William disse que “ninguém deveria ser submetido ao tipo de ódio que esses jovens experimentaram em suas vidas”.

O duque de Cambridge afirmou à revista: “Os jovens gays, lésbicas e indivíduos trangêneros que encontrei através da Attitude são realmente corajosos por falar e dar esperança para aqueles que estão passando por terríveis maus-tratos atualmente”.

“O que eu diria para o jovem leitor que está sendo maltratado por sua sexualidade: não aguente em silêncio – fale com um adulto confiável, um amigo, um professor, o Childline (serviço britânico de aconselhamento para jovens), o Prêmio Diana (organização voltada aos jovens que, entre outras ações, combate o bullying) ou outro serviço que possa providenciar a ajuda que você precisa”, acrescentou.

“Você deve se orgulhar da pessoa que é, e não se envergonhar.”

Príncipe William conversa com representantes LGBT

O editor da Attitude, Matthew Todd, elogiou o posicionamento de William.

“Durante o tempo em que sou editor de Attitude, encontrei pais cujo cujos filhos mataram ou tiraram a própria vida após serem maltratados por serem LGBT ou serem percebidos como LGBT”, afirmou.

“Estou muito feliz que o futuro rei da Grã-Bretanha concorda que isso deve parar e peço aos pais que levantem a voz em suas comunidades para assegurar que cada escola realmente proteja todas as crianças.”

Um relatório de 2015 mostra que jovens gays, lésbicas ou bissexuais e 48% dos indivíduos transgêneros tentaram suicídio pelo menos uma vez, em comparação com 18% dos jovens heterossexuais, segundo a Attitude.

‘Otimismo e coragem’

Um porta-voz do Palácio de Kensington afirmou que o duque de Cambridge está “trabalhando duro” para apoiar a luta contra o bullying e ajudar a quebrar o estigma em relação à saúde mental.

“Ele estabeleceu uma força tarefa para prevenir o ‘cyberbullying’ (agressões por meio da internet) e, junto com a duquesa de Cambridge (Kate Middleton) e o príncipe Harry, está liderando a campanha ‘Heads Together’, sobre saúde mental e bem estar”, disse o representante.

“Ele sabe que jovens LGBT sofrem taxas inaceitavelmente altas de bullying e ele está grato à Attitude por facilitar uma conversa tão importante sobre o tema. Ele está sensibilizado com as histórias que ouviu e impressionado pelo otimismo e pela coragem das pessoas com quem se encontrou.”

A foto da capa da revista foi tirada pelo fotógrafo australiano Leigh Keily – a edição da Attitude com a entrevista foi impressa antes do ataque a tiros que deixou 49 mortos e dezenas de feridos em uma boate gay de Orlando, nos Estados Unidos.

William e Kate visitaram a embaixada americana na última terça-feira e assinaram um livro de condolências para as vítimas.

Eles também se reuniram com representantes de uma rede LGBT ligada à embaixada dos Estados Unidos.

FONTE: BBC

VEJA MAIS!

0 471

0 377