Muito tem se comentado a respeito das recentes manifestações populares ocorridas no país e dos diferentes e divergentes pontos de visão e mesmo da manipulação política e jornalística de certos meios de comunicação de massa. Muito tem se falado sobre como este canal de televisão ou aquele jornalista mudou os fatos, ou de como o governo tem manipulado a opinião pública em detrimento próprio. Salvo exceções positivas e negativas nós pouco sabemos o que de fato pensam e anseiam os corações e mentes daqueles que estão comandando a nação. Há muito tempo os meios de comunicação são utilizados como caixas registradoras de votos, e quão mais ignorante e ludibriado for o povo melhor. As diferentes famílias políticas que se perpetuam em oligarquias estaduais pouco, por não dizer que nunca pensaram no bem estar do povo que as sustenta através de seus impostos e trabalho duro.

O período colonial errou, o reinado errou e o império errou, mas apenas por que o homem é falho. É tolo por não dizer medíocre analisar e julgar as falhas ocorridas há 300 anos com o olhar contemporâneo, pois aquilo que aparenta ser a melhor opção hoje pode se mostrar o maior dos engodos amanhã. Porém a sucessão monárquica tem como indiscutível ponto central o bem estar da nação sua evolução e seu crescimento. Muitas monarquias se reestruturam para acompanhar as mudanças e anseios de suas respectivas nações, mas e a república mudou, ou apenas mascara sua verdadeira face, com golpes de estado, brigas partidárias e um absoluto descaso ao patrimônio público. Vivemos há 126 anos um gradativo processo de desvalorização deteriora mento e depredação de todo o avanço construído ao lindo de três séculos de regime monárquico. E não citando grandes arbitrariedades, mas sim as menores e sutis e mais nocivas como o desmantelamento da malha ferroviária, a destruição sistemática do patrimônio cultural, a insistência da negativa do orgulho pátrio e negação dos Heróis nacionais.

Hoje as pessoas repetem que o país foi espoliado durante o período colonial, mas não é exatamente o que vivemos atualmente escândalos inimagináveis de corrupção somas fabulosas de dinheiro suficientes para sanar a maioria dos problemas que a nação enfrenta em seu seio mais intimo. Presidentes desacreditados ministros corruptos e políticos ineficientes. Não devemos olhar o passado como uma era mágica sagrada, e o presente como um período a ser apagado, mas sim tomar as melhores lições do passado para fazer um período melhor presente.

Foto de perfil de Fabrizio Naturalli Carelli
Meu nome é Fabrizio Naturalli Carelli, sou formado em Gastronomia pela Universidade Anhembi Morumbi (2007), trabalhei como cozinheiro e confeiteiro em navios de cruzeiros por 4 anos o que me possibilitou conhecer o mundo e ver o que existe de positivo e negativo. Sou pós graduado em Gestão de Negócios da Alimentação pelo SENACSP e atualmente concluo uma pós no curso de Gestão Estratégica de Pessoas. Venho de uma família de classe média da cidade de São Paulo e aprendi desde muito cedo e que o conhecimento é a única forma de uma verdadeira liberdade pois possibilita um crescimento único ao ser humano.

VEJA MAIS!

0 604