S.A.R Christine Marie Elisabeth de Ligne

S.A.R Christine Marie Elisabeth de Ligne

Christine Marie Elisabeth de Ligne et Bourbon-Nassau-Weilbourg , Princesa de Ligne, nasceu aos 11 de agosto de 1955, no Castelo de Beloeil, Província de Hainaut, Reino da Bélgica.

É a quarta filha de S.A. o Príncipe Senhor Antoine (*1925), Chefe da Casa Principesca de Ligne e de S.A.R.GD.D. a Princesa Senhora Alix (*1929), nascida Princesa de Luxemburgo, Princesa de Parma, Princesa de Bourbon-Nassau-Weilburgo. Foram seus padrinhos seu tio, o então Príncipe Titular Baudouin de Ligne (*1918 †1985) e sua tia materna, a Princesa Elisabeth de Luxemburgo (*1922), Duquesa de Hohenberg por matrimônio.

Seu pai assumiu a condição de (13º) Príncipe Titular de Ligne, Príncipe de Amblise e de Épinoy em 1985, após a morte do irmão mais velho, que não deixou descendência. É ademais Cavaleiro da Ordem do Tosão de Ouro e principal representante da Soberana Ordem de Malta na Bélgica. É o último filho de S.A. o Príncipe Senhor Eugène (*1893 †1960), 11º Príncipe Titular de Ligne, Príncipe de Amblise e de Épinoy, Cavalheiro do Tosão de Ouro e Grande de Espanha, que foi Conselheiro da Embaixada Belga em Washington, EE.UU., e de S.A. (a Princesa) Philippine de Noailles, dos Duques de Mouchi.

Sua mãe, a Princesa Alix de Luxemburgo – os títulos acima mencionados para ela são pouquíssimo utilizados, porque é sua família materna que ainda reina no charmoso Grão-Ducado desse nome, limítrofe com a Bélgica, a França e a Alemanha; a de seu pai foi deposta do Trono Ducal de Parma em 1859, tendo sido seu avô, D. Roberto I (*1848 †1907), o último Duque Reinante – é filha da falecida Grã-Duquesa Senhora Charlotte I (*1896 †1985), considerada a Grande Dama da Europa do séc. XX, e do também falecido Príncipe D. Felix de Parma (*1893 †1970), que lutou bravamente na 2ª Guerra Mundial; D. Felix era irmão da inesquecível Imperatriz Zita da Áustria (*1892 †1989), Rainha da Hungria e da Boêmia, última Soberana-Consorte do grandioso Império Austro-Húngaro, modelo de fé e de esperança a toda a humanidade nessa época tão conturbada.

Como a Princesa Alix é a tia mais nova do atual Grão-Duque Senhor Henri I de Luxemburgo (*1955), este é portanto primo-irmão da Princesa Christine.

A Princesa passou sua infância na Bélgica, onde estudou no Internato de Estudos Franceses das Freiras Dominicanas de Froyennes, na cidade belga de Tournai.

Viajava freqüentemente com seus seis irmãos e irmãs ao Luxemburgo, para visitar sua Avó, seus tios e primos. Aprendeu Língua Alemã em Munique, para obter melhores resultados no exame vestibular na França (dito baccalauréat). Transcorridas as provas, a Princesa teve oportunidade de viajar para a Índia, em companhia de sua prima-irmã, a Arquiduquesa Alexandra da Áustria (*1952); lá, trabalhando em conjunto com as Freiras da Ordem de Santa Cruz , elas exercitaram os conhecimentos de enfermagem recebidos em suas formações, prestando assistência social às crianças pobres e miseráveis do sub-continente indiano durante seis meses. Retornando desses trabalhos de caridade, ela rumou para Madri, onde estudou Filosofia e Língua Espanhola ao longo de um ano. Finalmente, em 1979, a Princesa cursou o Instituto Superior de Interpretação e Tradução de Bruxelas, que lhe serviu inclusive para, mais tarde, atuar como hostess junto ao Mercado Comum Europeu. Atualmente, a Princesa fala com fluência o Francês, o Inglês e o Português, ainda que compreenda bem o Alemão e o Espanhol.

Casou-se, em 26 de setembro de 1981, com S.A.I.R. o Príncipe D. Antonio João do Brasil (*1950), Príncipe de Orleans e Bragança e 3º na Ordem de Sucessão ao Trono, irmão e sucessor dinástico de S.A.I.R. o Príncipe Senhor D. Luiz (*1938), atual Chefe da Casa Imperial do Brasil. Tornou-se assim S.A.I.R. a Princesa D. Christine do Brasil, Princesa de Orleans e Bragança, ou simplesmente “Dona Christine de Ligne”, como é mais conhecida.

Tanto seu avô quanto sua avó maternos, o Príncipe D. Felix e a Grã-Duquesa Charlotte, eram bisnetos de D. João VI, pois primos-irmãos; assim, D. Christine é prima distante de seu esposo, isto fazendo de seus filhos três vezes descendentes desse grande monarca luso-brasileiro. Assim, o Príncipe D. Pedro Luiz (*1983 †2009), a Princesa D. Amélia (*1984), o Príncipe D. Rafael Antonio (*1986) e a Princesa D. Maria Gabriela Fernanda (*1989) são duas vezes pentanetos e uma vez hexanetos de D. João.

D. Christine é Dama Grã-Cruz de Justiça das Imperiais Ordens de Dom Pedro I e da Rosa e já recebeu algumas condecorações por seu extremado interesse com a causa das crianças deficientes mentais – mesmo em solteira, a Princesa já trabalhava com essas crianças, ditas “excepcionais”.