O dia 12 de outubro marca uma comemoração que abrange todos os países hispânicos: El día de la hispanidad.

A partir dessa data, que marca o descobrimento da América, os povos latino-americanos e espanhóis se unem a favor de uma das mais influentes culturas do mundo: a cultura hispânica.

Esta data é comemorada porque no final da Idade Média, Cristóvão Colombo promoveu o encontro de dois mundos que não se conheciam. Até o século XV, as civilizações americanas se desenvolviam separadamente, sem nenhum contato com o mundo antigo. Por outro lado, o mundo europeu buscava ampliar seus horizontes geográficos.

No dia 3 de agosto de 1492, Cristóvão Colombo partiu do porto espanhol de Palos de la Frontera, Sevilha, rumo à Ásia. Iniciou a viagem por mar desconhecido ou “mar tenebroso”, como era chamado por aqueles que não entendiam de navegação.

A embarcações que partiram nesta viagem foram: Pinta, capitaneada por Martín Alonso Pinzón; Niña, a cargo de Vicente Yáñez Pinzón, e Santa María, comandada pelo próprio Colombo. Todas eram embarcações pequenas, com mais ou menos 30 metros de comprimento por 8 de largura. Os tripulantes eram num total de 150, recrutados entre aventureiros e homens ousados que queriam tentar a sorte em uma aventura arriscada.

Durante a viagem, Colombo se preocupou em anotar no diário cada momento importante da travessia. Estes registros revelam que o percurso foi cheio de dificuldades, entre eles, a falta de comida e as doenças que atingiram parte da tripulação. Com o passar do tempo, os homens começaram a duvidar do sucesso da viagem, mas Colombo conseguiu conter os ânimos, pedindo paciência. Em poucos dias, quando avistaram terra, tudo mudou. Era o dia 12 de outubro de 1492.

Ao meio dia, os europeus pisaram as costas da Ilha Guanahani, que Colombo batizou como San Salvador. O primeiro contato entre os nativos e Colombo foi pacífico. Os índios estavam temerosos e curiosos e os europeus estavam triunfantes com a conquista. Houve trocas de presentes, e logo os espanhóis decidiram procurar um lugar adequado para fundar o primeiro povoado espanhol nas Índias. Os lugares escolhidos foram as ilhas de Cuba e Haiti, onde foi fundado o Fuerte Navidad.

A partir de então, no dia 12 de outubro de cada ano, os latino-americanos comemoram “El Día de la Raza”, ou “Día de las Culturas” ou também “Día de la Hispanidad”, celebrando a união das etnias, dos povos e dos continentes.

 

 

FONTE: http://blog_real.blogs.sapo.pt/familia-real-espanhola-no-dia-da-2334136

VIA oieduca.com.br
Foto de perfil de Vania Morais
Professora no Curso Técnico em Administração, pela SEED - PR. Formada em Administração pela UNIFAE (FAE Business School). Pós - Graduada em Logística pela FACEL. Licenciada em Gestão pela instituição de ensino UTFPR.

VEJA MAIS!

0 769